Select Page

Neste artigo breve quero apresentar-te o índice S&P500.

São apenas três pontos, muito rápidos de discutir. Fica até ao fim!

 

 

1. O que é o índice S&P500

O índice S&P500, ou Standard & Poor’s 500, é um índice ponderado que reúne 500 das maiores empresas dos EUA.

Maiores em termos de capitalização bolsista. Existe um conjunto de regras que definem quando uma empresa pode figurar neste índice, mas o cálculo é demasiado opaco e complexo para trazer para aqui agora. Mas fica a saber que o índice SP500 só reúne as empresas de grande capitalização bolsista.

Não tem na sua constituição exatamente 500 empresas, mas tenta aproximar-se a esse número.

O índice é tido como o melhor indicador da performance da economia dos EUA.

É por isso que muitos fundos o replicam (a partir de ETFs) e Fundos de Investimento Ativos tentam superar o índice em rentabilidade anual.

Atualmente usa-se mais o SP500 do que o outro índice de referência, o Dow Jones 30, por representar melhor a economia americana. O índice Dow Jones está vocacionado sobretudo para as empresas de retalho ou industrial, enquanto que o SP500 representa todos os setores da economia, da banca aos seguros, passando pela tecnologia, indústria farmacêutica e medica, indústria automóvel, habitação, retalho, transportes, turismo, tudo!

 

 

2. Os 10 principais constituintes do S&P500

As empresas que têm maior peso no índice são:

  1. Microsoft
  2. Apple
  3. Amazon
  4. Alphabet Class A (Google)
  5. Alphabet Class C (Google)
  6. Facebook
  7. Berkshire Hathaway Class B
  8. Johnson & Johnson
  9. Visa
  10. Procter & Gamble

 

Como podes observar, tudo nomes bem conhecidos do público geral. Empresas que vão desde a tecnologia à área da saúde, do retalho e da banca. Mas também podes observar como as tecnológicas estão a ter um peso muito grande no índice atualmente, algo que já comentei noutro artigo.

 

3. Como investir no S&P500?

Podes expor-te ao índice S&P500 e assim beneficiares com o crescimento da economia norte-americana através de ETFs. Há ETFs a replicar o índice e que apresentam rentabilidades muito interessantes. A média histórica dos últimos 70 anos é de 9%, o que é um retorno muito bom para uma gestão passiva (ou seja, para não teres de fazer nada; só teres de alocar dinheiro todos os meses para comprar mais fatias desse índice).

Cuidado apenas com os custos do ETF. No entanto, expores-te aos vários setores da economia americana e rentabilizares os teus investimentos cerca de 9% ao ano é muito bom!

 

Se tiveres alguma dúvida referente a este índice, deixa aqui nos comentários para que te poder responder da melhor forma.

 

Saudações lucrativas,

Frederico Santarém

—————————————————————————

 

Se ainda não te juntaste à Comunidade dos Investimentos Lucrativos, podes fazê-lo aqui em baixo.

Vou enviar-te estratégias e táticas de investimento todas as semanas para que possas investir melhor e ter mais liberdade na tua vida.